Por Josette Tomassini

Alunos de qualquer idade estudando em ambientes multilíngues tendem a demonstrar
características diferentes de crianças em educação monolíngue.

Embora haja exceções, estas são algumas características de alunos de imersão bilingue
ou multilíngue:

Alunos bilíngues questionam mais

Alunos bilingues têm facilidade em fazer comentários ou questionar além do que é
proposto. O professor passa a ser um facilitador. A movimentação de uma sala
onde duas línguas são faladas é diferente de qualquer outra.

As atividades de alunos bilíngues / multilíngues são feitas com mais liberdade e criatividade        

Não de trata, obviamente, de atividades já estruturadas, prontas, impressas ou de
material didático.

Quando crianças são deixadas livres para produzir algo já proposto, planejado e
organizado pelos professores, elas tendem a desenvolver atividades diferentes
do que esperamos.

Como professores, devemos nos controlar para não gerenciar as atividades da nossa
maneira todo o tempo, uma parte deve ser direcionada no desenvolvimento da
atividade e outra parte deixando a criatividade fluir.

Devemos ouvi-los para que possam desenvolver a capacidade de propor o ´diferente dos padrões’,
que muitas vezes nós mesmos estabelecemos dentro da sala de aula.

Geralmente estabelecemos esses ‘padrões’ para terminar logo a atividade. Mas, o que eles
precisam é de tempo para pensar e fazer.

O resultado de atividades propostas sem padrões rígidos vai sempre além do que
esperamos. Alunos bilíngues são criativos quando motivados da forma correta.

Alunos bilingues usam pessoas como referência em sua língua mãe e segunda língua. 

O educador que se mantém firme no propósito do uso da língua na qual trabalha,
torna-se referência na segunda língua.

Por exemplo, alunos que tiveram um professor que usava a língua inglesa em sala de
aula e algum tempo depois o encontram num ambiente fora de sala de aula, ainda
usarão a língua inglesa para se comunicar com ele.

Pode algo na mente dos alunos como: com esse professor eu falo em português, com
aquele em inglês. Isso não depende da nacionalidade do professor, pelo
contrário, mas da solidez deste em manter-se falando a língua que leciona como
um padrão já estabelecido.

Há outras características, porém essas são as que podemos ver evidenciadas na
rotina escolar.

Além disso, o que sabemos é que ser professor em ambiente bilíngue significa crescer
todos os dias como profissional, querer ser melhor no que faz a cada dia e amar
ver seus alunos falando a segunda língua de uma forma próxima ao natural,
devido à imersão de todas as aulas.

Open chat
Powered by